Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Seminário promove debate sobre o fortalecimento do saneamento público

Publicação:

Abertura do seminário de auditorias
Abertura do seminário de auditorias

A décima terceira edição do Encontro das Auditorias Internas e Governança das Empresas Estaduais de Saneamento, evento sediado pela Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), começou na terça-feira (6) e vai até quinta-feira (8). O objetivo do evento é fortalecer a atuação das empresas de saneamento, por meio da governança corporativa, garantindo um tripé de sustentabilidade fundamentado nas pessoas, no meio ambiente e na viabilidade econômica e financeira.

A abertura do encontro teve a presença do prefeito de Gramado, João Alfredo de Castilhos Bertolucci, que saudou os técnicos de mais de 20 empresas de saneamento básico estaduais e destacou o trabalho desenvolvido pela Corsan no município.

O diretor administrativo da companhia, Alberto Carlos Paganella, lembrou a necessidade do processo de auditorias internas e da governança corporativa. “Muitas comunidades cobram agilidade, rapidez e velocidade nas obras, mas a própria legislação vigente dificulta, pois regra e determina a condução e lisura das ações, fazendo com que a rapidez na solução dos problemas não tenha a velocidade desejada, podendo acarretar demora na execução. Isso também tem seu lado positivo, contribuindo para a garantia da transparência dos processos”, explicou.

Paganella também informou que a Corsan encerra a atual gestão com aproximadamente R$ 1 bilhão aplicados em sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, e com previsão inicial de  R$ 800 milhões em investimentos para o próximo ano.

Na programação do evento, estão palestras sobre os seguintes temas: auditoria baseada em riscos e fraudes; prática da auditoria interna na Corsan; avaliação do processo de gestão de riscos; o papel do comitê de auditoria estatutário; dificuldades e oportunidades na implantação da lei 13.303/2016; a interdependência entre a governança e o planejamento estratégico; implantação da governança nas três linhas de defesa; visão dos órgãos de controle externo (TCE) e a avaliação dos administradores.

Atendimento Online
CORSAN