Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Com apoio da Corsan, Semana do Meio Ambiente deve conscientizar mais de 3 mil alunos da rede de ensino estadual

Publicação:

Governador assina projeto de educação ambiental
Governador assina projeto de educação ambiental

O governo do Estado firmou parceria, nesta sexta-feira (2), com o sítio Quinta da Estância, de Viamão, para realizar a Semana do Meio Ambiente, que pretende conscientizar 3,3 mil alunos do 7º ano de mais de 60 escolas da rede estadual sobre esgotamento sanitário. Os jovens vão participar, até o dia 9 de junho, de oficinas e atividades de boas práticas sobre o ciclo da água e se tornarão embaixadores do saneamento. A ideia é que os estudantes sejam multiplicadores do conhecimento nas regiões dos municípios de Alvorada, Viamão, Cachoeirinha, Gravataí, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, Guaíba e Eldorado do Sul. 

Para o governador José Ivo Sartori, essa é mais uma "semente de futuro plantada através da mais eficaz ferramenta: a educação. O poder público sozinho não faz nada. Estamos vivendo dias difíceis. As chuvas nos mostram a força implacável da natureza e nunca foi tão necessário reforçar, para as novas gerações, a necessidade do respeito e cuidado com o meio ambiente. Essas serão experiências positivas que, sem dúvida, serão incorporadas ao cotidiano deles, contribuindo para a construção de uma sociedade cada vez melhor".

O projeto será executado com patrocínio da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), que desenvolve um programa de parceria público-privada, para a universalização do esgotamento sanitário nos nove municípios que terão escolas participantes. Segundo o diretor de Operações da companhia, Eduardo Barbosa Carvalho, a intenção é estimular a educação de "cidadãos conscientes sobre um assunto tão relevante para a sociedade".

O Rio Grande do Sul possui atualmente apenas 14% do esgoto tratado. Conforme o secretário de Obras, Saneamento e Habitação, Fabiano Pereira, seguindo o exemplo do que foi feito pelo governador Sartori na prefeitura de Caxias do Sul, quando promoveu melhorias no saneamento e aumentou o índice de 4% para 80% no município, o governo do Estado criou projetos para que até 2035 o Rio Grande do Sul tenha a universalização do esgotamento sanitário. "Tudo é água. Saber o ciclo da água é fundamental para que as famílias mudem de vida, e esse projeto fará o grande trabalho de formar embaixadores do saneamento para que o conhecimento seja multiplicado", ressaltou.

Educação para sustentabilidade

A fundadora do sítio educacional Quinta da Estância, Sonia Sittoni Goelzer, reforçou a importância do projeto. "Estamos felizes em sensibilizar essas crianças. A Quinta, desde 1992, tem o DNA da educação e ficamos contentes em proporcionar a realização desse projeto", disse.

A secretária do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ana Pellini, lembrou da participação do sítio na história da educação sustentável do Rio Grande do Sul. A Quinta foi fundada a partir de um hectare de terra e cresceu para cerca de 103 hectares de preservação e gestão sustentável.

O diretor da fazenda entregou ao governador um Certificado de Evento Livre de Emissão de Carbono, que assegura que todas atividades da Semana do Meio Ambiente serão sustentáveis. Ao todo, são 90 monitores que vão passar conhecimento sobre saneamento (água e esgoto) e outros assuntos relacionados ao meio ambiente, para que possam ser incorporados no cotidiano das crianças e adolescentes.

"A Semana do Meio Ambiente é um projeto importante e decisivo, um desafio pedagógico que mostra como parcerias internas e externas nos levam a pensar na educação como algo muito maior", acrescentou o secretário da Educação, Ronald Krummenauer.

O convênio tem apoio da vice-governadoria; da Casa Militar; e das secretarias da Educação; de Obras, Saneamento e Habitação; do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e de Políticas Sociais.

Texto: Letícia Bonato
Ediçao: Denise Camargo/Secom 

CORSAN