Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Comunicado - Alterações nas características sensoriais da água não alteram potabilidade

Publicação:

A Corsan informa que o odor e o sabor de terra na água observados por clientes de bairros de Canoas, Cachoeirinha e Gravataí devem-se à proliferação de algas no lago Guaíba. Não há prejuízo para a potabilidade. Para minimizar esses efeitos sensoriais, a Companhia já tomou as providências cabíveis, com maior dosagem de carvão ativado à água na estação de tratamento.

A proliferação das algas deveu-se à combinação da incidência de sol, ao calor, à presença de nutrientes e ao movimento mais lento da água no manancial. A captação da água bruta servida a bairros desses municípios é realizada no Arroio das Garças, localizado em Canoas. Com a estiagem da última semana, o nível do arroio diminuiu, fazendo com que a água do Guaíba entrasse no leito do arroio, misturando as águas. A perspectiva é que, com as chuvas dos últimos dias, o sabor e o odor de terra desapareçam gradativamente.

Atendimento Online
CORSAN